Sindigás ” Que o mercado da Petrobras tentará vender de novo com o Computador? – Imã de geladeira e Gráfica Mavicle-Promo

Que o mercado da Petrobras tentará vender de novo com o Computador?

Posted By : Comments Off

Fonte: EPBR

A Petrobras anunciou nesta sexta-feira que está colocando de novo a sua filial de distribuição de Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) para a venda. A empresa chegou a fechar a venda do Equipamento durante a gestão de Pedro Parente para o Grupo Ultra, mas a operação de R$ 2,8 bilhões, que foi vetada pelo Cade.

A tentativa de venda realizada em 2017 deixa reflexos na operação lançada hoje. A Petrobras limitou, desta vez, a competência para não repetir o episódio com a Ultrapar, que acabou gerando uma mlta de mais de R$ 200 milhões. Agora, as empresas que já atuam no mercado brasileiro de distribuição de GLP e que contam com mais de 10% de participação de mercado, segundo o relatório publicado pela ANP (outubro/2018), só poderão participar como parte de uma oferta conjunta e não podem ser adquiridos de forma individual, em uma parcela correspondente a mais de 40% do volume de vendas do Equipamento.

O Equipamento conta com 23 centros operacionais, 16 armazéns, 1 instalação de armazenamento por estrada/caminho de ferro e a base de carregamento, o serviço contratado em sete plantas de vasos de outsourcing e dois operadores logísticos. A empresa conta também com uma rede de mais de 4.800 distribuidores próprios, que atendem cerca de 35 milhões de consumidores residenciais por mês.

A operação de venda ocorre no momento em que a política de preços da Petrobras para o mercado de GLP volta a ser pauta no Congresso Nacional. Recentemente, o senador Ciro Nogueira (PP/PI) apresentou requerimento na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado para a realização de audiência pública para debater a política de preços do Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) para uso residencial, conhecido gás de cozinha vendido nas refinarias às distribuidoras para botijões de 13kg. De acordo com o parlamentar, o preço da garrafa varia fortemente de estado para estado, e, em janeiro deste ano, atingiu um preço médio de R$ 80,53 no Acre ou r$ 97,55 no estado de Mato Grosso.

E quem pode comprar?

Atores Estratégicos:

Empresas que atuam nos segmentos de distribuição de GPL, gás natural ou combustíveis, o mercado mundial de matérias-primas de terceiros (trading), como o petróleo bruto e seus derivados, com receita bruta em 2018 superior a US$ 100 milhões.

As empresas que já atuam no mercado brasileiro de distribuição de GLP e que contam com mais de 10% de participação de mercado, segundo o relatório publicado pela ANP (outubro/2018), só poderão participar como parte de uma oferta conjunta e não podem ser adquiridos de forma individual, em uma parcela correspondente a mais de 40% do volume de vendas do Equipamento

Os Investidores Financeiros:

Investidores com ativos sob sua administração ou gestão de ao menos US$ 1 bilhão; e

Ter realizado pelo menos um investimento na indústria de Petróleo e Gás, Infraestrutura e Logística, nos últimos 10 anos

imagem02 04 2019 07 04 28imagem02-04-2019-07-04-28imagem02 04 2019 07 04 37imagem02-04-2019-07-04-37

 

Fonte: www.sindigas.org.br/novosite/?p=14179

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *