Sindigás ” a Petrobras anunciou alta de R$ 0,10 por litro de diesel – Imã de geladeira e Gráfica Mavicle-Promo

A Petrobras anunciou alta de R$ 0,10 por litro de diesel

Posted By : Comments Off

Fonte: ISTOÉ

O presidente da Petrobras, Roberto castello Branco, anunciou esta quarta-feira, 17, um aumento de r$ 0,10 por litro no preço do diesel. Durante a entrevista do executivo, a companhia anunciou que o litro do combustível será comercializado a partir desta quinta-feira por R$ 2,2470, valor 4,84% maior do que o praticado até o momento.

De acordo com castello Branco, a variação mínima de preço será de 4,5% e a máxima de 5,147%. Ele advertiu que a estatal terá uma nova forma de divulgar os reajustes, como reais por litro e não como uma porcentagem.

Após a interferência do presidente Jair Bolsonaro, Eduardo Branco deixou claro que a política de preços da empresa não mudou. Na semana passada, uma ligação do presidente Bolsonaro, que questionou o tamanho do reajuste, provocou o adiamento do aumento. O ruído que é gerado no mercado resultou também em uma perda milionária no valor de mercado da empresa.

Castello Branco afirmou ainda que não houve perda com o adiamento do reajuste. “A Empresa teve uma perda zero com o atraso no ajuste do diesel”, isso por conta de operações financeiras que protegiam a companhia da oscilação dos preços. “O frete marítimo caiu e, por conseguinte, o aumento foi menor do que o anunciado (acima), de 5,7%”, afirmou, completando: “Este acontecimento teve um final feliz, reafirmou a independência da Empresa”.

Intervalo

Roberto castello Branco afirmou ainda que nada impede que o estado decida alterar o intervalo do reajuste da companhia. Segundo ele, a empresa poderá optar por aplicar o aumento “quando consideram importante”.

Questionado sobre o reajuste do diesel afetar a decisão dos caminhoneiros de fazer nova paralisação, Eduardo Branco afirmou que justamente essa preocupação o fato de adiar o ajuste da semana passada. “Todos sofrem com a greve dos caminhoneiros (em 2018), foi com base nisso que sustei o ajuste”, disse. Além disso, destacou-se também que só se vê greves desse tipo em países como o Brasil e a França, onde o requinte é estatal. “Já reclamei da solidão no refino, sou contra o monopólio”, disse.

Ele disse que vai apresentar a proposta de venda das refinarias para a diretoria executiva e o conselho. A reunião do conselho de abril ainda não foi produzido. “A venda das refinarias vai mostrar que a empresa não vai ter interferência externa”, disse, depois de ruído sobre a interferência do presidente Jair Bolsonaro na política de preços, na semana passada, provocou uma grande queda nos papéis da empresa. E emendou que quem decide o tamanho do aumento é a diretoria de refino junto com o financeiro da empresa. “A palavra final é minha, quando houver divergência”, acrescentou.

Castello Branco deixou claro que o presidente Jair Bolsonaro não teve ciência prévia do novo reajuste. “O presidente soube agora do aumento. Não sabia antes”, disse ao lembrar que, na semana passada, o chefe de Estado “não pediu nada, apenas advertiu sobre os riscos”.

Fonte: www.sindigas.org.br/novosite/?p=14333

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *