O Instituto Butantan e a Merck serão aplicadas vacinas contra a dengue – Imã de geladeira e Gráfica Mavicle-Promo

Butantan pode receber até US$ 101 milhões para investir em pesquisa e produção

O Instituto Butantan, vinculado à Secretaria de Estado de Saúde e um dos principais centros de pesquisa do mundo e a farmacêutica americana Merck & Co. Inc., Kenilworth, NJ., USA, (conhecida fora dos estados UNIDOS e Canadá por MSD) uma das líderes no mercado global, assinam um acordo inédito de cooperação tecnológica e a investigação clínica no desenvolvimento de vacinas contra a dengue. Com o acordo, o instituto Butantan pode receber até US$ 101 milhões, que serão investidos na pesquisa e na produção de vacinas pelo Instituto.

O acordo pioneiro fará com que as instituições troquem informações sobre suas pesquisas clínicas e fortalecer seus programas contra a dengue. As vacinas contra a dengue em desenvolvimento pelo instituto Butantan e pela MSD, têm por objeto proteger contra os quatro tipos da doença. A vacina do Butantan já está no final da fase 3 de testes clínicos.

O intercâmbio de conhecimentos entre as duas partes deve agilizar e aperfeiçoar o processo de avaliação de eficácia e segurança de ambas as formulações imunobiológicas, uma vez que a prevalência dos tipos de dengue é diferente no Brasil e nos estados UNIDOS e, portanto, os estudos podem ser complementares.

Por estar em uma fase mais precoce do desenvolvimento de vacinas contra a dengue, o Instituto Butantan irá receber um pagamento antecipado de US$ 26 milhões por parte da MSD e você pode receber ainda mais de US$ 75 milhões, com a realização de metas relacionadas com o desenvolvimento e a comercialização da vacina experimental da MSD, além de royalties sobre as vendas. O Instituto Butantan continua a ser responsável pela fabricação e a comercialização da vacina no Brasil. “É uma grande notícia para o País. A prova de que o instituto Butantan, atingiu um nível de excelência internacional no desenvolvimento de vacinas de interesse global. Esta é a primeira transferência com este perfil se realizou entre um instituto brasileiro e uma empresa farmacêutica global no desenvolvimento de uma vacina. Com os aportes financeiros, poderemos investir ainda mais na produção de vacinas e na pesquisa. Quem ganha é a saúde da população”, afirma o diretor do Instituto Butantan, Dimas Tadeu Covas.

“Este acordo permite a MSD acesso a dados para informar ao nosso programa de desenvolvimento precoce da vacina contra a dengue e reflete o enorme progresso que os cientistas e os médicos do Instituto Butantan foi feito até agora”, disse o presidente global de pesquisa clínica da MSD, Dr. Roger M. Perlmutter.

O Instituto Butantan e a merck licenciado direitos dos Institutos Nacionais de Saúde dos Estados Unidos (NIH) para o desenvolvimento de vacinas tetravalentes atenuadas vivas (LATV). Com o acordo, o instituto Butantan vai colocar à disposição da farmacêutica, o acesso à informação sobre os ensaios clínicos já em curso, dos quais receberá investimento, até que ambas as partes cheguem a um nivelamento de seus ensaios clínicos. Neste ponto, a associação dar-se-á livremente, embora cada um dos parceiros venha a produzir sua própria vacina.

Aposta na saúde mundial

As vacinas contra a dengue estão sendo desenvolvidas para prevenir os quatro subtipos do vírus da dengue (1,2,3 e 4) e deve ser indicada para pessoas de 2 a 59 anos, devendo funcionar também para aqueles que não tiveram a doença anteriormente. A vacina está na 3ª fase do estudo clínico, em que é testado em humanos. Assim que terminada esta fase, haverá um pedido de registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Somente após a obtenção do registro da mesma, poderá ser fornecida para a população. A fase 3 do estudo clínico começou no ano de 2016 e está a levar a cabo em 14 centros de pesquisa clínica, distribuídos em cinco regiões do país e contará, até o final, 17 mil voluntários.

Fonte: Instituto Butantan

Foto: Piu Dip

Dengue, zika e chikungunya: cidades em SP em alerta

 

Compartilhar:

Fonte: guiadafarmacia.com.br/instituto butantan-e-merck-produzirao-vacinas contra a dengue

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *